Designado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva para mediar a disputa envolvendo petistas e peemedebistas em Minas, o vice-presidente da República, José Alencar, será agraciado pelo diretório estadual do PT com uma filiação honorária. Em um encontro ontem, em Brasília, o vice-presidente, que é filiado ao PRB, foi convidado pelo ex-prefeito de Belo Horizonte, Fernando Pimentel (PT), a receber o título de militante petista de honra no início de fevereiro, quando a direção estadual da legenda tomará posse para um novo mandato de dois anos.

"Queremos homenageá-lo pelo compromisso com o governo Lula, pela lealdade, pelo brasileiro que ele é e pelo que representou nesses oito anos", disse o presidente reeleito do PT-MG, deputado federal Reginaldo Lopes, aliado de primeira hora do ex-prefeito.

Pimentel, pré-candidato à sucessão do governador Aécio Neves (PSDB), trava uma disputa interna com o ministro do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Patrus Ananias, e busca retomar a interlocução política com o vice-presidente após um afastamento que teve início durante a eleição para a capital mineira, em 2008. Na época, o ex-prefeito firmou uma aliança com o governador tucano para a eleição de Márcio Lacerda (PSB), enquanto Alencar apoiou a candidatura da deputada Jô Moraes (PC do B).

No encontro em Brasília, o vice-presidente pediu que seja feito um esforço para a construção de uma candidatura única da base aliada no Estado, fortalecendo o palanque da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, pré-candidata petista à Presidência, no segundo maior colégio eleitoral do País. Alencar sugeriu que a candidatura do ministro das Comunicações, o peemedebista Hélio Costa, seja levada em consideração pelo grupo de Pimentel.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.