PTB deve apoiar Márcio Lacerda nas eleições em BH

Enquanto se esforçam para consolidar formalmente a aliança entre petistas e tucanos em Belo Horizonte, o governador Aécio Neves (PSDB) e o prefeito da capital, Fernando Pimentel (PT), arregimentam novos partidos para a coligação em torno da candidatura de Márcio Lacerda (PSB). O PTB praticamente fechou um acordo para apoiar a coligação, durante reunião no Palácio da Liberdade.

Agência Estado |

O partido chegou a flertar com a pré-candidata do PC do B, Jô Moraes, mas optou por se manter próximo ao governador, de cujo governo faz parte. Em troca, os petebistas podem ampliar o número de secretarias no Executivo. O presidente estadual do partido, Dilzon Melo, é o atual secretário de Estado de Desenvolvimento Regional e Política Urbana.

"Vocês terão novidades nos próximos dias daqui até a próxima semana de um grupo de partidos políticos que percebeu a importância desta eleição", disse hoje Aécio a jornalistas, sugerindo novas adesões. Amanhã, o governador e Pimentel se encontram com o presidente nacional do PSB e governador de Pernambuco, Eduardo Campos, na capital mineira. A expectativa é ouvir o governador pernambucano sobre a estratégia de vincular o entendimento em Belo Horizonte a um eventual apoio dos socialistas à candidatura de Marta Suplicy (PT) em São Paulo.

Petistas do grupo de Pimentel acreditam que a estratégia pode contribuir para flexibilizar a posição da cúpula nacional do partido, que exige o afastamento do PSDB da chapa. "Esta questão cada vez mais passa a ser de responsabilidade do PSB nacional, que tem aqui a cabeça de chapa. Eu continuo absolutamente sereno em relação ao desfecho final", afirmou Aécio, reiterando que estará junto do prefeito na campanha e lembrando a disposição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva pelo acordo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG