PTB cassa candidatura de ex-Polegar a vereador

Rafael Ilha Alves Pereira, de 35 anos, ex-integrante do extinto conjunto musical Polegar, preso sob acusação de tentativa de seqüestro, teve ontem a candidatura a vereador pelo PTB nas eleições de 2008 cassada. O deputado Campos Machado, presidente da Executiva Estadual do partido, determinou a cassação da candidatura de Ilha, após a gravidade dos fatos ocorridos.

Agência Estado |

Campos Machado informou, em nota, que "fatos como este nos levam a tomar medidas necessárias na defesa do partido". Na noite de terça-feira, Ilha, de acordo com a polícia, tentou seqüestrar a universitária Karina Costa, de 28 anos, na Rua Maestro Cardim, na Bela Vista, região central.

O cantor, ainda conforme a polícia, era auxiliado por Cristiano Andrade e Neusa Antunes. Ilha alega ter tentado levar a moça, a pedido do ex-marido dela, até uma de suas casas para dependentes químicos. Andrade e o ex-cantor estão presos no Centro de Detenção Provisória de Pinheiros. Neusa está detida na unidade feminina do mesmo CDP.

José Vanderlei Santos, advogado dos acusados, esteve com Ilha, ontem. "Encontrei um rapaz animado e muito otimista com sua liberdade." Segundo Santos, o ex-Polegar queria apenas conversar com Karina e saber se ela tinha interesse em conhecer uma de suas casas para dependentes químicos em Embu-Guaçu ou Juquitiba, na Grande São Paulo. "Vamos esperar a liberdade provisória." As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG