SÃO PAULO - O Partido dos Trabalhadores (PT), o mesmo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, foi a agremiação que garantiu a eleição no maior número de capitais já no primeiro turno. Candidatos petistas venceram em cinco das 14 capitais em que a eleição municipal já teve seu resultado final.

Na sequência, ficaram PSDB, PMDB e PSB, com dois eleitos cada um. PCdoB, PP e PV elegeram um prefeito de capital cada.

Petistas foram eleitos em Fortaleza (Luizianne Lins), Porto Velho (Roberto Sobrinho), João da Costa (Recife), Rio Branco (Angelim) e Vitória (João Coser).

O PSDB garantiu a prefeitura de Curitiba (Beto Richa) e Teresina (Silvio Mendes). O PMDB elegeu o prefeito de Campo Grande (Nelsinho Trad) e de Goiânia (Íris Resende). Boa Vista (Iradilson Sampaio) e João Pessoa (Ricardo Coutinho) serão comandadas por nomes do PSB.

O PCdoB elegeu o prefeito de Aracaju (Edvaldo Nogueira), o PP venceu a eleição em Maceió (Cícero Almeida) e o PV ficou com a prefeitura de Natal (Micarla de Souza).

Entre as 12 capitais onde haverá segundo turno, o PT disputará a eleição em quatro. Mais bem posicionado neste quesito, o PMDB ainda está brigando por seis capitais. O PSB disputa em três e o PSDB, o PV e o PTB ainda estão no páreo em duas capitais.

Vale destacar que a eleição não está definida nas maiores cidades do país. A disputa irá para o segundo turno em São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Salvador.

Na capital paulista, a disputa será entre Gilberto Kassab, do DEM, e Marta Suplicy, do PT. No Rio, o segundo turno terá Eduardo Paes (PMDB) e Fernando Gabeira (PV) como opções para os eleitores. Márcio Lacerda (PSB) e Leonardo Quintão (PMDB) disputam em BH e João Henrique (PMDB) e Walter Pinheiro travam a batalha na capital da Bahia.

(Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.