BRASÍLIA (Reuters) - O PT ingressou nesta sexta-feira com duas representações contra o PSDB por considerar injurioso à pré-candidata do partido à Presidência da República, Dilma Rousseff, o site "gente que mente", administrado na Internet por tucanos.

"O site foi criado por dirigentes do PSDB, que acusam a pré-candidata de mentirosa", disse o deputado José Eduardo Cardozo (SP), um dos coordenadores da campanha de Dilma.

BRASÍLIA (Reuters) - O PT ingressou nesta sexta-feira com duas representações contra o PSDB por considerar injurioso à pré-candidata do partido à Presidência da República, Dilma Rousseff, o site "gente que mente", administrado na Internet por tucanos.

"O site foi criado por dirigentes do PSDB, que acusam a pré-candidata de mentirosa", disse o deputado José Eduardo Cardozo (SP), um dos coordenadores da campanha de Dilma.

"A campanha tem que se processar em alto nível, e não atingir a honra de uma pessoa", acrescentou o parlamentar, para quem a página na Internet tem vinculação com o principal adversário de Dilma na campanha, o ex-governador de São Paulo José Serra (PSDB).

Apesar de o site ter sido criado antes do período de pré-campanha eleitoral, o PT disse que só agora identificou os ataques. A página é repleta de charges de Dilma e do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Uma das representações foi protocolada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e acusa os tucanos de propaganda negativa e antecipada. Se o PSDB for condenado, terá que pagar multa de 5 mil reais a 25 mil reais, além de retirar o conteúdo do site.

A outra é um pedido endereçado à Procuradoria-Geral da República para abrir processo que apure suposto crime eleitoral praticado pelo PSDB, o que acarretaria detenção de três meses a um ano do responsável.

O "gente que mente" ironiza, por exemplo, erro no currículo divulgado por Dilma e o uso da foto da atriz Norma Bengell na área onde está publicada a biografia da ex-ministra da Casa Civil no seu site de campanha. Rebate também declarações de Dilma sobre a suposta intenção de Serra de acabar com o Bolsa Família.

(Reportagem de Carmen Munari)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.