SÃO PAULO (Reuters) - O PT ingressou nesta sexta-feira com duas representações contra o PSDB por considerar ataque à honra da pré-candidata à Presidência do partido, Dilma Rousseff, o site "Gente que Mente", cujo domínio na Internet é dos tucanos.

O tesoureiro do PSDB e coordenador de Internet da pré-campanha de José Serra (PSDB) à Presidência, Eduardo Graeff, também é citado nas ações.

" /

SÃO PAULO (Reuters) - O PT ingressou nesta sexta-feira com duas representações contra o PSDB por considerar ataque à honra da pré-candidata à Presidência do partido, Dilma Rousseff, o site "Gente que Mente", cujo domínio na Internet é dos tucanos.

O tesoureiro do PSDB e coordenador de Internet da pré-campanha de José Serra (PSDB) à Presidência, Eduardo Graeff, também é citado nas ações.

" /

PT vai à Justiça contra PSDB por ataque à honra de Dilma

SÃO PAULO (Reuters) - O PT ingressou nesta sexta-feira com duas representações contra o PSDB por considerar ataque à honra da pré-candidata à Presidência do partido, Dilma Rousseff, o site "Gente que Mente", cujo domínio na Internet é dos tucanos.

O tesoureiro do PSDB e coordenador de Internet da pré-campanha de José Serra (PSDB) à Presidência, Eduardo Graeff, também é citado nas ações.

Reuters |

SÃO PAULO (Reuters) - O PT ingressou nesta sexta-feira com duas representações contra o PSDB por considerar ataque à honra da pré-candidata à Presidência do partido, Dilma Rousseff, o site "Gente que Mente", cujo domínio na Internet é dos tucanos.

O tesoureiro do PSDB e coordenador de Internet da pré-campanha de José Serra (PSDB) à Presidência, Eduardo Graeff, também é citado nas ações.

"O site foi criado por dirigentes do PSDB, que acusam a pré-candidata de mentirosa", disse a jornalistas o deputado José Eduardo Cardozo (SP), secretário-geral do PT e um dos coordenadores da campanha de Dilma. "É uma campanha suja contra Dilma."

O deputado argumentou que não se trata de um militante o responsável pelo portal e sim do próprio partido. No ícone "Sobre" do site fica-se sabendo que "esse blog foi criado pelo PSDB e é administrado por um grupo de colaboradores do partido. O nosso objetivo é combater o uso da mentira como arma política."

Um dos exemplos de agressão dado pelo deputado é a frase "Dilma, só fraude explica", divulgada pelo site. A página é repleta de charges de Dilma e do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

"A campanha tem que se processar em alto nível, e não atingir a honra de uma pessoa", acrescentou o parlamentar.

Para o vice-presidente nacional do PT, deputado estadual Rui Falcão, "em nenhum momento estamos querendo tirar o site do ar. O objetivo é que cesse o conteúdo ofensivo".

Apesar de o site ter sido criado antes do período de pré-campanha eleitoral, o PT disse que só agora identificou os ataques, por meio do deputado federal Brizola Neto (PDT-RJ).

O partido também apontou a contradição entre elogios ao presidente Lula por parte de Serra e as acusações do "Gente que Mente".

Uma das representações foi protocolada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e acusa os tucanos de propaganda negativa e antecipada. Se o PSDB for condenado, terá que pagar multa de 5 mil reais a 25 mil reais, além de retirar o conteúdo do site.

A outra é um pedido endereçado ao procurador-geral da República, Roberto Gurgel, para abrir processo que apure suposto crime eleitoral praticado pelo PSDB, o que acarretaria detenção e multa.

O "Gente que Mente" ironiza o erro no currículo divulgado por Dilma, em que ela teria grau de mestre, e questiona se sua prisão na ditadura militar foi por crime de opinião ou por participação na luta armada.

Também acusa Dilma de mentir sobre o Plano de Aceleração do Crescimento (PAC) quando era ministra da Casa Civil e coordenadora do programa. Em dezembro de 2009, ela teria dito que 15 por cento das obras já estavam concluídas, mas, segundo o site, eram apenas 3 por cento, utilizando dados do Contas Abertas.

Consultado, o PSDB enviou nota em que diz que o PT quer calar a livre manifestação do pensamento.

"A assessoria jurídica do PSDB vai se manifestar depois de examinar as representações. Mas a iniciativa do PT não surpreende. Não é a primeira vez que o governo e seu partido tentam calar a imprensa e a livre manifestação de pensamento."

(Reportagem de Carmen Munari)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG