PT usou caixa 2 para pagar dívida de Fórum, diz revista

Parte do dinheiro supostamente obtido por caixa 2 durante a campanha eleitoral de 2002 do PT teria sido usado para pagar dívidas do Fórum Social Mundial, organizado pelo partido em Porto Alegre (RS). De acordo com reportagem publicada na edição desta semana da revista IstoÉ, um dirigente do PT gaúcho teria pedido ajuda ao diretório nacional para sanar dívidas de campanha.

Agência Estado |

Em resposta, recebeu uma mala com R$ 1 milhão em dinheiro, por ordem do ex-tesoureiro da legenda, Delúbio Soares.

A revista toma como base depoimento do contador David Stival, integrante da executiva regional do PT-RS, à 1ª Vara Federal Criminal de Porto Alegre. O testemunho integra o processo no Supremo Tribunal Federal (STF) que investiga o esquema de pagamento de propina a parlamentares do Congresso Nacional, o mensalão.

Segundo a revista, Stival teria dito à Justiça que, como não poderia atestar a origem do dinheiro, não conseguiria usá-lo para pagar dívidas de campanha, como previsto. Ele teria então decidido quitar a dívida do PT gaúcho com fornecedores do Fórum Social Mundial. "Ele (Delúbio) disse que teria de ser assim porque se tratava de um empréstimo feito pela direção nacional e que não poderia ser contabilizado. Disse que o empréstimo era do Banco Rural ou do BMG", afirmou Stival, segundo a IstoÉ.

Lula sabia

Três ministros que fizeram parte da primeira gestão do governo de Luiz Inácio Lula da Silva disseram em depoimento à Justiça Federal que o presidente sabia da existência do mensalão. De acordo com a revista, os ex-ministros do Turismo, Walfrido dos Mares Guias, da Articulação Política, Aldo Rebelo, e da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, confirmaram a versão do deputado federal cassado Roberto Jefferson. O deputado foi responsável por denunciar o esquema. "Lula ouviu, mas nada falou", disse Mares Guia em depoimento, segundo a revista.

FHC

A reportagem informa o conteúdo do depoimento do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, como testemunha de defesa de Roberto Jefferson. O tucano teria classificado o deputado cassado como um "batalhador" por ter denunciado o mensalão.

Para Fernando Henrique, o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu e o deputado federal José Genoino (PT) são responsáveis por "transformar em escândalo qualquer caso, muitas vezes sem ter sido apurado".

A revista cita ainda que, em seu depoimento, o vice-presidente José Alencar, que na época das denúncias estava no PL, disse não ter tomado conhecimento do mensalão antes da denúncia. Apesar de ter sido chamado para prestar esclarecimentos sobre o caso, o presidente Lula ainda não respondeu à solicitação da Justiça.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG