PT tenta reduzir mal-estar com o PMDB provocado por fala de Lula

BRASÍLIA - O presidente do PT, deputado Ricardo Berzoini (SP), saiu a campo nesta sexta-feira para tentar reduzir o constrangimento gerado no PMDB pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Reuters |

Na quinta-feira, Lula afirmou em entrevista que o PMDB não deveria impor um nome ao PT para compor a chapa a ser liderada pela ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) na eleição presidencial de 2010.

Para o presidente Lula, o partido aliado terá de apresentar a Dilma uma lista com três nomes , e assim a ministra poderia escolher seu candidato a vice-presidente. A declaração foi mal recebida por peemedebistas, que consideram o presidente da Câmara, deputado Michel Temer (SP), o mais cotado para o cargo.

"Não houve nenhum tipo de encaminhamento nesse sentido e quem está conduzindo as conversas com o PMDB é o PT. Eu já liguei para o Michel Temer e para o Henrique Eduardo Alves (líder do PMDB na Câmara) e já disse que isso não corresponde à posição do PT", disse Berzoini à Reuters.

"Quem indica o vice é o PMDB"

Para Berzoini, a manifestação de Lula foi "impensada" e não corresponde ao que já foi conversado entre PT e PMDB. Os dois partidos fecharam um pré-acordo que prevê a parceria na disputa presidencial.

"Chapa se compõe sempre pelo entendimento de dois lados. Nós estamos indicando a Dilma. Se eles tiverem alguma opinião em relação a Dilma, eles têm que dizer. E vice e versa. Até agora, todas as conversas são o seguinte: quem indica o vice é o PMDB", ressaltou o presidente do PT.

Berzoini reconheceu que há um "mal-estar" entre os dois partidos, mas ressaltou que, pelo lado do PT, as relações nada mudaram.

"Ambos (Michel Temer e Henrique Eduardo Alves) disseram que ficaram satisfeitos com a minha declaração, mas é evidente que havia um mal-estar porque não foi isso que foi conversado antes", comentou.

O Palácio do Planalto também tentou desfazer o incidente. O ministro da Comunicação Social, Franklin Martins, telefonou ao presidente da Câmara reforçando a versão de que nada havia sido feito de caso pensado. Segundo uma fonte, o ministro teria dito ainda durante a conversa que o presidente Lula ligaria para Temer com o mesmo objetivo.

Leia mais sobre eleições 2010

    Leia tudo sobre: eleições 2010

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG