PT tenta convencer Marina Silva a ficar no partido

BRASÍLIA - O candidato favorito a ganhar as eleições internas para presidente do PT, José Eduardo Dutra, foi ao Senado nesta terça-feira com a missão de tentar convencer a senadora Marina Silva (PT-AC) a permanecer no partido.

Reuters |

AE
Marina Silva

Marina Silva pode sair do PT

Defensora do meio ambiente e do desenvolvimento sustentável, Marina recebeu convite para se filiar ao PV e concorrer à sucessão presidencial de 2010. Ela passou os últimos dias em conversas com políticos antes de tomar uma decisão. No fim de semana, os contatos se estenderam a correligionários no Acre, seu Estado de origem.

"Estou convencido que ela realmente está fazendo uma reflexão profunda", disse Dutra a jornalistas, acrescentando que Marina teria dito que sua decisão não está sendo pautada por possíveis candidaturas.

Analistas acreditam que ela tem potencial para tirar votos da pré-candidata Dilma Rousseff (PT).

30 anos de PT

Marina, há 30 anos no PT e no segundo mandato no Senado, deixou o posto de ministra do Meio Ambiente, que ocupou entre 2003 e 2008, após pressões pela liberação de licenças ambientais para obras do governo e disputas em torno do comando de projeto da Amazônia.

"O melhor dos mundos é que ela fique no PT e se candidate ao Senado", afirmou Dutra, ex-senador e atual presidente da BR Distribuidora.

O deputado Ricardo Berzoini, presidente do PT, já conversou com a senadora por telefone e também vai ter um encontro pessoal esta semana.

As eleições no PT estão marcadas para novembro e há seis candidatos ao comando da legenda. Dutra concorre com o apoio do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Leia também:

Leia mais sobre Marina Silva

    Leia tudo sobre: eleiçõesmarina silvapt

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG