PT recomenda a diretórios que evitem prévias para as eleições

A nova direção nacional do PT aprovou nesta sexta-feira, em sua primeira reunião, uma resolução que recomenda aos diretórios estaduais evitar a realização de prévias para escolha dos candidatos do partido a cargos majoritários.

Ricardo Galhardo, iG São Paulo |

Para evitar disputas internas que possam prejudicar a campanha à Presidência da ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, a direção petista decidiu fazer uma série de gestões para tentar resolver os problemas por meio de negociação. Segundo o texto aprovado na manhã de sexta-feira, as prévias são "inconvenientes" e "inoportunas".

"O Diretório Nacional do Partido dos Trabalhadores resolve, respeitado o disposto no artigo 135 do nosso estatuto, por considerá-las inconvenientes e politicamente inoportunas neste momento: recomendar a não realização de previas para cargos majoritários; determinar à Comissão Executiva Nacional que faça as gestões e tome as medidas necessárias para a viabilização política desta recomendação", diz a resolução.

Segundo dirigentes do partido, existe possibilidade de prévias para escolher o candidato a governador do Distrito Federal, onde os postulantes são Agnelo Queiroz e Geraldo Magela. Pela primeira vez o partido corre o risco de ter prévias para escolher candidatos ao Senado em pelo menos três Estados (RJ, MT e PE).

Em São Paulo e Minas Gerais, os dois maiores colégios eleitorais do país, também há chance de disputa. Em Minas o ministro Patrus Ananias (Combate à Fome) e o ex-prefeito de Belo Horizonte, Fernando Pimentel, travam uma disputa interna além de competirem com o peemedebista Helio Costa, ministro das Comunicações.

Em São Paulo, o senador Eduardo Suplicy conseguiu as 2.900 assinaturas necessárias para registrar sua pré-candidatura. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva defende que o candidato ao governo paulista seja o deputado Ciro Gomes (PSB) e a direção estadual do partido tenta convencer o senador Aloízio Mercadante a se candidatar caso Ciro não entre na disputa.

Há duas semanas, o Congresso Nacional do PT aprovou uma resolução que determina a prioridade da eleição de Dilma em detrimento dos interesses do partido nos Estados.

Leia mais sobre: PT - Eleições 2010

    Leia tudo sobre: eleições 2010pt

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG