A Justiça Eleitoral reduziu o tempo do horário partidário do PT, PP e PSB no Estado de São Paulo em 2009, alegando que os programas deste ano foram usados para promoção pessoal de Marta Suplicy, Paulo Maluf e Vinicius Camarinha. Os três candidatos foram derrotados nas eleições municipais deste ano - Marta e Maluf em São Paulo e Camarinha em Marília, no interior paulista.

Dos 40 minutos, o PSB perdeu 20, o PT terá 18 a menos e o PP sofreu corte de 6. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.