PT pede que Marina Silva fique no partido

BRASÍLIA - A Bancada do PT no Senado divulgou na noite desta terça-feira uma carta aberta pedindo que a senadora pelo Acre, Marina Silva, continue no Partido.

Camila Campanerut, repórter em Brasília |

AE
Marina Silva

Marina Silva pode sair do PT

A senadora recebeu o convite do PV para ser candidata do partido para concorrer à presidência da República, nas próximas eleições em 2010. O prazo para ela decidir se sai ou não do partido do governo se encerra em outubro.

Na carta, seus colegas de legenda apelam: a trajetória de Marina Silva se confunde com a trajetória do PT. Ambos surgiram muito pequenos e humildes e tiveram que enfrentar obstáculos quase intransponíveis para se tornarem o que são hoje.

Eles partem da história dos dois (Marina e PT) para fundamentar o pedido pela permanência dela na legenda: Marina Silva, de pequena menina pobre e analfabeta de um seringal do Acre, transformou-se numa importante figura pública do país e persona de prestígio internacional. O PT, de um pequeno e quixotesco aglomerado de cidadãos que lutavam pela democracia e por um país melhor, tornou-se o partido que governa, com grande êxito, o país há sete anos. Com eles, cresceu também o Brasil.

Mais cedo, a senadora recebeu em seu gabinete os senadores Pedro Simon (PMDB- RS) e Eduardo Suplicy (PT-SP) para ouvir conselhos sobre seu futuro político.

Antes de participar da reunião do PT, a ex-Ministra do Meio Ambiente explicou que resolveu se expor aos conselhos das pessoas: estou processando a informação para a tomada da decisão, que não é fácil. E avisou: tenho a honra de ter recebido o voto do povo acreano, mas disse que não vai desistir dos sonhos delas.  

30 anos de PT

Marina, há 30 anos no PT e no segundo mandato no Senado, deixou o posto de ministra do Meio Ambiente, que ocupou entre 2003 e 2008, após pressões pela liberação de licenças ambientais para obras do governo e disputas em torno do comando de projeto da Amazônia.

"O melhor dos mundos é que ela fique no PT e se candidate ao Senado", afirmou Dutra, ex-senador e atual presidente da BR Distribuidora.

O deputado Ricardo Berzoini, presidente do PT, já conversou com a senadora por telefone e também vai ter um encontro pessoal esta semana.

As eleições no PT estão marcadas para novembro e há seis candidatos ao comando da legenda. Dutra concorre com o apoio do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Leia também:

Leia mais sobre Marina Silva

    Leia tudo sobre: marina silvaptpv

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG