PT pagará salário quando Dilma deixar o governo

A ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, vai receber durante a campanha eleitoral um salário do PT para se manter, que deve ficar por volta de R$ 10 mil. Dilma vai deixar a pasta até o final do mês para disputar a Presidência na eleição de outubro.

Andréia Sadi, iG Brasília |

Sem o cargo, Dilma não terá direito aos R$ 10,7 mil que recebe como ministra, o que deve ocorrer no início de abril, e, por força da lei, não receberá o salário da Fundação de Economia e Estatística, órgão ao qual é vinculada, uma vez que estará licenciada.

Posto que eu não posso viver de brisa e não sou rica, vou ter que ter uma salário do PT, respondeu a ministra à imprensa, quando questionada sobre a nova condição financeira.  

O partido também pagou o salário do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, quando ele concorreu ao cargo em 2006, mas o PT não confirmou valores. Segundo dirigentes, a remuneração ficou em torno de R$ 10 mil.  

A pré-candidata também terá a moradia bancada pelo partido assim que deixar o ministério. O presidente do partido, José Eduardo Dutra, disse que o aluguel da mansão, no Lago sul, área nobre de Brasília, deverá custar aos cofres do partido de R$ 10 mil a R$12 mil por mês.

Além da casa, o partido vai alugar perto da data da convenção partidária, em julho, um escritório de campanha para ministra e o comitê, ambos em Brasília. Dutra não confirmou quanto está reservado para os imóveis, mas disse que não deve passar dos R$ 30 mil mensais. Apesar do negócio não estar fechado, o partido decidiu que o comitê será abrigado no Setor Comercial Sul, local estratégico por ser o endereço do Diretório Nacional do partido. 

Leia mais sobre: Eleições 2010 - Dilma Rousseff

    Leia tudo sobre: dilma rousseffeleições 2010

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG