PT mantém veto a PSDB em BH e pode fazer intervenção no município

BRASÍLIA - A cúpula do PT reafirmou nesta quinta-feira, 19, em reunião na sede do partido em Brasília, o veto à aliança com o PSDB para a eleição a prefeito de Belo Horizonte. Os dirigentes nacionais rejeitaram o pedido de petistas mineiros de fazer uma intervenção preventiva mas disseram que isso ocorrerá se os correligionários da capital oficializarem a coligação com tucanos.

Rodrigo Ledo ¿ Último Segundo/Santafé Idéias |


O posicionamento sobre a situação da candidatura em Belo Horizonte ¿ onde o PT tem o candidato a vice-prefeito na chapa encabeçada pelo PSB e composta também pelo PSDB ¿ ocorreu numa reunião realizada para analisar casos complicados sobre alianças municipais.

Segundo o responsável pela entrega do pedido de intervenção preventiva em BH, o membro do diretório de Minas Gerais Rogério Correia, os integrantes da executiva nacional acenaram com a real possibilidade de intervir caso o PSB e o PT municipal insistam em manter os tucanos na aliança.

A executiva nacional optou por não fazer agora a intervenção por acreditar que será cumprida sua determinação de não haver aliança com o PSDB. Mas se a posição não for cumprida, a intervenção certamente virá, alertou Correia.

De acordo com o petista mineiro, a intervenção pode representar  medidas como a desautorização da chapa com o PSB e formalização de uma chapa puramente petista, já que a direção nacional do partido tem poderes para registrar a candidatura junto à Justiça Eleitoral.

Leia mais sobre: PT

    Leia tudo sobre: pt

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG