PT investe R$ 600 mil em portal por candidatura de Dilma

A campanha eletrônica da ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, candidata do PT à sucessão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ganhará musculatura. Com um investimento de R$ 600 mil, o PT vai pôr no ar, no próximo dia 5, um novo portal de notícias na internet (www.pt.org.br) que abrigará uma TV e uma rádio online. Além de ser uma importante ferramenta para promover Dilma, o portal - que usará recursos da web 2.0, como os sites de relacionamento twitter e Orkut - trará entrevistas com ministros e, a partir de 5 de julho de 2010, poderá arrecadar doações para a campanha.

Agência Estado |


Porém, o tesoureiro do PT, Paulo Ferreira, acredita que a Lei Eleitoral aprovada pelo Congresso prejudicará a arrecadação pela internet. "Essa lei não colabora para o aumento das pequenas contribuições porque exige que o doador assine um recibo", reclamou. "O que aconteceu com o Obama não acontecerá no Brasil", disse ele, numa referência à eleição do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, quando houve uma avalanche de doações pela internet de até US$ 100.

Apesar da queixa, a cúpula do PT aposta na nova estrutura de comunicação para impulsionar a candidatura de Dilma e admite até mesmo debater com internautas sugestões para o programa de governo. "Estamos nos posicionando desde já para o grande debate de 2010", afirmou o presidente do PT, deputado Ricardo Berzoini (SP). As informações são do jornal O Estado de S. Paulo .

    Leia tudo sobre: pt

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG