PT inclui Ciro em pesquisa para o governo de SP

O PT já começou a testar qual seria a reação da população a uma eventual candidatura do deputado Ciro Gomes (PSB-CE) ao governo de São Paulo, apesar das resistências de alguns setores da legenda em abrir mão da cabeça de chapa na corrida estadual de 2010. Ciro foi incluído numa pesquisa qualitativa encomendada pelas direções estadual e nacional da sigla, finalizada há alguns dias.

Agência Estado |

Ele foi avaliado junto com outros possíveis nomes do PT para a vaga. A ex-prefeita Marta Suplicy (SP) e o senador Aloizio Mercadante (SP) apareceram como os mais conhecidos.

O levantamento começou a ser feito antes de o presidente Luiz Inácio Lula da Silva mandar um recado à sigla, alegando que os petistas de São Paulo devem “levar a sério” a candidatura de Ciro. Desde então, o PT achou melhor abrir formalmente as negociações com o PSB. Mas o discurso ainda é o de que se trata de montar um projeto conjunto para 2010 e que cada sigla ainda vai apresentar um nome para a cabeça de chapa.

A pesquisa apontou que jogariam a favor de Ciro o fato de ele ter projeção nacional e de ter sido ministro da Integração Nacional de Lula. Por outro lado, os entrevistados mostraram desconhecer o fato de ele ter nascido em Pindamonhangaba, interior paulista, e o associaram diretamente à política nordestina.

Serra

Na pesquisa, o PT também analisou a administração do governador José Serra (PSDB), cotado para disputar com Dilma em 2010. A sigla concluiu que não será fácil desconstruir a imagem de bom administrador, já que ele ainda é lembrado por sua gestão no Ministério da Saúde. Mas petistas dizem ver a chance de explorar pontos polêmicos da gestão como a lei antifumo, a demora na conclusão de obras e o fato de Serra ter renunciado à prefeitura para disputar o governo paulista em 2006. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG