PT faz ofensiva para Ciro desistir de candidatura

Empenhado em definir o quanto antes o quadro da sucessão presidencial, o Planalto decidiu ampliar as pressões sobre o deputado Ciro Gomes (PSB) para que retire sua pré-candidatura à Presidência. Ao mesmo tempo em que o governo prepara um pacote de compensação para convencê-lo a sair de cena, o PT planeja para a próxima semana uma visita estratégica da presidenciável Dilma Rousseff ao Ceará, berço político do deputado.

Agência Estado |

Preocupado com a demora do PSB em obter uma resposta de Ciro, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva já estuda uma nova conversa com o parlamentar. Em troca da desistência, o Planalto aventa a possibilidade de entregar a Ciro um ministério estratégico num eventual governo de Dilma.

Como parte da ofensiva, Dilma vai desembarcar entre segunda e terça-feira da próxima semana em Fortaleza (CE). Serão pelo menos dois dias de agenda cheia, com direito a um giro pelo interior na companhia da prefeita Luizianne Lins (PT), além da presença em comemorações do aniversário da capital cearense.

Em paralelo, a orientação dada a líderes petistas e membros do governo é deixar claro que o Planalto quer Ciro como aliado e, ao mesmo tempo, intensificar a defesa de uma eleição plebiscitária entre Dilma e o pré-candidato tucano à Presidência, José Serra. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo .

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG