PT e PMDB disputam eleições em 5 cidades amanhã

Integrantes da base de apoio ao governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, PT e PMDB se enfrentam neste domingo em cinco municípios que voltarão às urnas em eleições suplementares. Integrantes de coligações adversárias ou apoiando candidatos oponentes, as agremiações disputarão o Executivo municipal depois que a Justiça Eleitoral indeferiu o registro dos candidatos mais votados nas eleições 2008.

Agência Estado |

A maior parte deles foi impedida de assumir o cargo por irregularidades como a recusa da prestação de contas de mandatos anteriores ou o oferecimento de dinheiro em troca de votos.

De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), 373 mil eleitores devem participar das eleições no domingo. Desses, 23 mil são paulistas das cidades de Lupércio, Guarani d'Oeste e Igaraçu do Tietê, que estimam gastos da ordem de R$ 300 mil nas novas eleições. Nesses municípios, os petistas apoiam coligações adversárias aos peemedebistas.

Segundo o TRE-SP, o petista Marco Antonio do Carmo Caboclo foi o vencedor do pleito em Guarani d'Oeste, com mais de 50% dos votos. No entanto, sua vitória foi anulada pelo TRE porque a candidatura havia sido indeferida pela Justiça antes das eleições. Com candidato fora da disputa, o PT ofereceu apoio à chapa "Renovação para o Futuro", capitaneada pelo PSB, que tem como adversária a peemedebista Maria Luzia Doff dos Santos.

A situação é semelhante em Lupércio e Igaraçu do Tietê, onde os candidatos eleitos tiveram a diplomação e posse canceladas pela Justiça Eleitoral. Em Lupércio, o peemedebista Abílio Kemte enfrenta o tucano João Ferreira Júnior (PSDB), que conta com o apoio dos petistas municipais. Já em Iguaraçu o partido do presidente Lula aderiu à campanha de coligação rival à apoiada pelos peemedebistas.

No município de Itapé (BA), a 454 km de Salvador, o novo pleito acontecerá porque a eleição do ano passado foi anulada em virtude da impugnação do peemedebista Pedro Brandão. O partido resolveu aderir à candidatura de Jackson Resende (PP), rival na disputa de Humberto Matos (PV), que conta com o apoio dos petistas.

Londrina

Na segunda cidade mais populosa do Paraná, com mais de 500 mil habitantes, o prefeito eleito em 2008, Antonio Belinati (PP-PR), teve recurso em última instância negado na noite de quinta-feira, deixando a disputa agora com os adversários Luiz Carlos Hauly (PSDB) e Barbosa Neto (PDT). Os peemedebistas estão ao lado de Hauly. Ainda que o PT tenha decidido se manter neutro na disputa, o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, uma das lideranças nacionais petistas, declarou apoio a Barbosa, alegando que o PDT é partido da base de apoio do governo Lula.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG