PT e aliados discutem com Ciro Gomes eleição em SP

Representantes do PSB, PCdoB, PT e PCdoB iniciaram hoje, pela manhã, uma reunião com o deputado Ciro Gomes (PSB-CE) para discutir a sucessão ao governo de São Paulo. Os partidos pressionam Ciro a entrar na corrida pela sucessão do governador José Serra (PSDB).

Agência Estado |

Ciro, porém, ainda resiste à pressão. Segundo um dos participantes do encontro, o deputado quer aguardar a conversa definitiva que terá com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva prevista para março.

Durante o próximo mês, Lula dará continuidade às conversas com o PSB. Junto com o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, ele participará de inauguração de duas fábricas, uma de britas e outra de dormentes de concreto. O partido quer arrancar do PT apoio incondicional às reeleições de Cid Gomes, no Ceará, e de Eduardo Campos, em Pernambuco, e também à sucessão de Wilma Faria no Rio Grande do Norte.

No início do mês, o deputado disse ao jornal O Estado de S. Paulo que "o santo Lula está errado" ao querer que ele abra mão da disputa ao Planalto para concorrer ao Palácio dos Bandeirantes. "É preciso provar que o santo está errado", rebateu o presidente. Na avaliação de Lula, a campanha ao Planalto deve ser plebiscitária, com a ministra da casa Civil, Dilma Rousseff, de um lado e Serra de outro. Para ele, só essa estratégia permitirá a comparação entre os governos do PT e do PSDB. Segundo ele, Ciro pode tirar votos de Dilma.

Foi pensando em encaixá-lo na corrida ao Palácio dos Bandeirantes que Lula pediu ao ex-ministro da Integração, que transferisse o domicílio eleitoral do Ceará para São Paulo, no ano passado. Ciro atendeu, mas não se sabe se vai acatar o último apelo do presidente.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG