PT discute semana que vem se reivindicará vaga de Babu

A Direção Nacional do PT só deverá decidir na semana que vem se vai reivindicar o mandato do deputado estadual do Rio Jorge Babu, expulso ontem do partido por decisão da Comissão Executiva Nacional do PT. O parlamentar foi denunciado no ano passado pelo Ministério Público Estadual por suposto envolvimento com milicianos.

Agência Estado |

Em seguida o Diretório Regional do partido abriu procedimento para investigar a conduta de Babu, mas o processo foi avocado pela Executiva Nacional.

O deputado afirmou que, apesar de ainda não ter sido informado oficialmente da decisão do partido, já decidiu que vai recorrer à Direção Nacional e reclamou por não ter sido ouvido no processo ético disciplinar instaurado contra ele. "Eu apresentei defesa prévia, mas não me chamaram para ser ouvido nem pude levar testemunhas. Sempre fui do PT e vou brigar por isso. Eu já falei e todo mundo sabe que não tenho nada a ver com essa coisa de milícia. Um promotor fez uma denúncia, mas eu não sei o porquê", afirmou Babu.

O secretário nacional de Relações Internacionais do PT, Valter Pomar, disse que, politicamente, Babu pode recorrer, mas que "tecnicamente" a Executiva tem autoridade para tomar essa decisão e não há razão para mudar a decisão. Segundo pomar, a possibilidade de pedir ou não o mandato para o partido ainda não foi debatida. "Há uma série de procedimentos que vão ser tomados em decorrência desta decisão de expulsar o deputado, mas pedir o mandato ainda não entrou em discussão. Daqui a uma semana é que vamos começar a pensar nisso, se entendermos que há base legal para tal. A minha opinião pessoal é que o partido deve lutar para recuperar a cadeira (na Assembleia Legislativa do Rio", afirmou Pomar.

Babu é policial civil e foi criado em Santa Cruz, na zona oeste do Rio, onde é sua base eleitoral. Ele é acusado de integrar a milícia que atua em favelas de Santa Cruz e na favela da Foice, em Guaratiba, também na zona oeste. Segundo a denúncia, que envolveu mais dez pessoas, o grupo obrigaria moradores das comunidades dominadas a pagar pela segurança do local. O irmão de Babu, Elton, foi eleito vereador pelo PT no ano passado.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG