PT decide comunicar apoio oficial a Sarney só na 3ª

A bancada do PT só vai fazer uma manifestação oficial de apoio à permanência de José Sarney (PMDB-AP) na presidência do Senado na terça-feira. A previsão inicial era de que o partido se manifestasse hoje, depois do jantar com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva realizado ontem à noite.

Agência Estado |

Diante da reportagem publicada hoje pelo jornal O Estado de S. Paulo , que revela a omissão nas declarações de Sarney feitas à Justiça Eleitoral da propriedade de uma casa em Brasília, o partido resolveu adiar sua declaração.

Isso não significa que a bancada pretenda se rebelar contra as ponderações do presidente Lula. Os petistas deixaram claro que não haverá confronto com Sarney para não comprometer a governabilidade nem o projeto do partido para a sucessão de 2010, em que o PMDB é um aliado estratégico. O adiamento foi apenas uma cautela na expectativa de que alguma nova denúncia possa surgir e, com isso, o presidente Sarney decida, por ele mesmo, se licenciar do cargo.

No jantar de ontem, Lula foi explícito ao destacar a importância de se manter a aliança com o PMDB, não só para votar projetos de seu interesse no Senado, como para evitar instalações de Comissões Parlamentares de Inquérito (CPIs) que tumultuem o governo, como a da Petrobras, e também para não atrapalhar a candidatura de sua ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, à Presidência da República.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG