O PT condenou hoje os ataques do Exército de Israel à Faixa de Gaza, iniciados no dia 27, e reafirmou o apoio à causa palestina. Nas semanas anteriores, o grupo Hamas lançara morteiros sobre cidades fronteiriças.

"O Partido dos Trabalhadores soma sua voz à condenação dos ataques que estão sendo perpetrados pelas Forças Armadas de Israel contra o território palestino e convoca seus militantes a engrossarem as manifestações contra a guerra e pela paz que estão sendo organizadas em todo o Brasil e no mundo", diz o partido, em nota oficial, assinada pelo presidente nacional da legenda, deputado Ricardo Berzoini (SP), e pelo secretário de Relações Internacionais, Valter Pomar.

A sigla lamenta as milhares de vítimas e centenas de mortes e chama as ações de Israel de "terrorismo de Estado"."Não aceitamos a 'justificativa' apresentada pelo governo israelense, de que estaria agindo em defesa própria e reagindo a ataques. Atentados não podem ser respondidos através de ações contra civis. A retaliação contra civis é uma prática típica do exército nazista: Lídice e Guernica são dois exemplos disso", cita o comunicado. "Feitos sob pretexto de 'combater o terrorismo', os ataques de Israel terão como resultado alimentar o ódio popular e as fileiras de todas as organizações que lutam contra os EUA e seus aliados no Oriente Médio, aumentando a tensão mundial", acrescenta o texto. "O PT reafirma, finalmente, seu integral apoio à causa palestina."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.