PT articula para que Mercadante seja relator da MP 443

O presidente da Comissão de Assuntos Econômicos do Senado (CAE), Aloizio Mercadante (PT-SP), está cotado para ser relator da medida provisória (MP) 443, que autoriza o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal a comprarem instituições financeiras. A nomeação de Mercadante, no entanto, ainda depende do aval do PMDB que, pelo rodízio, tem o direito de indicar o relator da MP.

Agência Estado |

Como na tramitação de uma MP anterior, o PT cedeu a relatoria para o PMDB, os petistas estão agora tentando um acordo com os peemedebistas para fazer a permuta e viabilizar o nome de Mercadante.

O petista é considerado o mais preparado na base governista para discutir com a oposição uma medida polêmica e complexa adotada pelo governo para enfrentar a crise financeira. Em meio a essa negociação que já está em curso pelos líderes, PMDB e PT estão envolvidos na disputa política pela presidência do Senado. O PMDB quer permanecer no comando da Casa e o PT decidiu reivindicar o cargo e a bancada já indicou o senador Tião Viana (PT-AC), atual primeiro vice-presidente.

Quando tramitou na Câmara, a MP 443 foi aprovada com alterações feitas pelo relator, João Paulo Cunha (PT), que não aceitou as propostas de mudança feitas pela oposição. A MP 443 foi editada junto com a MP 442, que fortalece o Banco Central, e que está sendo relatada pelo senador Francisco Dornelles (PP-RJ). Ele assumiu a relatoria depois de entendimentos entre os líderes da base aliada patrocinado pelo presidente do Senado, Garibaldi Alves (PMDB-RN).

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG