PT aluga mansão para Dilma

Assim que a ministra Dilma Rousseff deixar a Casa Civil no final do mês para concorrer à Presidência, ela já contará com novo endereço em Brasília. O PT está perto de fechar o aluguel de uma mansão no Lago Sul, área nobre da capital, para a ministra morar durante a campanha eleitoral, já que, sem o cargo ela tem um prazo de 30 dias para desocupar o imóvel funcional.

Andréia Sadi, iG Brasília |

Uma das mansões cotadas pelo PT pertence ao ex-ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Aldir Passarinho e está avaliada em R$ 10 milhões. O iG esteve na casa que tem 1,2 mil metros quadrados, três suítes, churrasqueira, sauna e piscina, mas não há mobília em nenhum dos cômodos. 

iG
Uma das casas cotadas para Dilma morar enquanto for candidata à Presidência

O presidente do partido, José Eduardo Dutra, disse que o aluguel da casa a ser escolhida deve custar aos cofres do partido de R$ 10 mil a R$ 12 mil por mês. O escritório de Passarinho disse que o negócio ainda não foi fechado. O caseiro que cuida da mansão disse à reportagem que a ministra esteve na casa acompanhada de assessores "há algumas semanas". 

Na busca pela casa, o PT quase aceitou a oferta do ex-ministro das Relações Institucionais Walfrido dos Mares Guia, que propôs emprestar a Dilma uma casa sem custo algum, mas o partido recuou para evitar repercussão negativa na campanha. 

O Walfrido chegou a oferecer há um tempo atrás uma casa, mas já que se pode pagar e para não criar especulações em torno da campanha, optou-se por não pegar, explicou o presidente do PT, que ainda não viu a casa. 

Além do custo zero, o partido teme a associação a Mares Guia porque o ex-ministro deixou a pasta após ser denunciado pelo Ministério Público no caso do mensalão mineiro, suposto uso de caixa dois na campanha de reeleição do então governador de Minas Eduardo Azeredo (PSDB-MG). 

Os assessores que visitaram a casa disseram que Dilma apenas pediu que fosse um bom imóvel e com amplo espaço para poder andar com seu cachorro labrador, o "Nego", herdado do antecessor José Dirceu.

Além de uma casa, o partido vai alugar perto da data da convenção partidária, em julho, um escritório de campanha para ministra e o comitê, ambos em Brasília. Dutra não confirmou quanto está reservado para os imóveis, mas disse que não deve passar dos R$ 30 mil mensais.

Apesar do negócio não estar fechado, o partido decidiu que o comitê será abrigado no Setor Comercial Sul, local estratégico por ser o endereço do Diretório Nacional do partido. 

Leia mais sobre: Eleições 2010 - Dilma Rousseff

    Leia tudo sobre: dilma roussefeleições 2010

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG