PT acusa Serra de propaganda antecipada em Rodoanel

O diretório do PT em São Bernardo do Campo, no ABC paulista, ingressou hoje com duas representações no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) contra o pré-candidato do PSDB à Presidência, José Serra. Os petistas acusam o ex-governador de São Paulo de ter realizado propaganda eleitoral antecipada no evento de inauguração do Trecho Sul do Rodoanel Mário Covas, no dia 30 de abril, e pedem à Justiça Eleitoral aplicação de multa de R$ 25 mil ao tucano.

Agência Estado |

Nas representações, o PT alega que Serra "promoveu seu nome junto aos eleitores" antes do prazo legal permitido pela Lei Eleitoral número 9.504, de 1997, que fixa o dia 6 de julho como o início oficial da campanha. De acordo com o partido, o PSDB colocou outdoors com a imagem do tucano em São Bernardo, distribuiu "panfletos partidários" e utilizou um caminhão de som durante a inauguração do Rodoanel.

A veiculação da suposta propaganda em outdoors, com a frase "Seu presente chegou! Rodoanel - O nosso trabalho você vê!", apresentava Serra ao lado do deputado estadual Orlando Morando Junior (PSDB) e foi proibida pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-SP) no dia 15.

Em março, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva recebeu duas multas do Tribunal Superior Eleitoral, em ações movidas pela oposição, por supostamente ter promovido antes do prazo legal a candidatura da ex-ministra Dilma Rousseff, pré-candidata do PT à Presidência. Na primeira vez, Lula foi multado em R$ 5 mil. Na segunda, o valor dobrou: R$ 10 mil.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG