Os deputados federais do PSOL Chico Alencar (RJ), Luciana Genro (RS) e Ivan Valente (SP) pretendem apresentar nesta semana uma proposta à Mesa Diretora da Câmara dos Deputados para criar regras mais claras sobre o uso das passagens aéreas pagas pela Casa. Em meio à série de escândalos provocadas pelos casos de mau uso das cotas de bilhetes, o Estado revelou hoje que o delegado federal Protógenes Queiroz usou passagens emitidas pelo gabinete de Luciana para participar de um evento em Porto Alegre.

Em nota divulgada hoje, Chico Alencar informou que, junto com os outros dois deputados do PSOL, pretende sugerir mais controle e transparência sobre o uso das passagens. O deputado propõe o fim dos créditos anuais de passagens não utilizadas com o retorno para a Câmara dos excedentes e a divulgação na internet dos nomes dos viajantes, trechos e objetivos das viagens, que devem ser vinculados "ao exercício do mandato".

Ele também sugere que a Câmara negocie com as companhias a redução das tarifas para a Casa e a instauração de uma investigação policial sobre o que classificou de "tráfico de bilhetes". Para Alencar, é preciso aumentar a fiscalização da emissão de passagens pelos gabinetes para superar a ideia disseminada de que a cota de passagens é do parlamentar e não da Casa. "Acreditamos que a Mesa Diretora vai avançar nesse sentido já na semana que vem", disse Alencar.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.