PSol protocola segunda representação contra Sarney no Conselho de Ética

BRASíLIA ¿ O PSol entrou nesta quarta-feira com a segunda representação da legenda contra o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), por quebra de decoro parlamentar.

Camila Campanerut, repórter em Brasília |


O documento da oposição pede a punição ao peemedebista por ter mentido em plenário sobre o envolvimento dele com as ações da Fundação Sarney e também por ter omitido para Justiça Eleitoral a residência em que vive em Brasília.

A ex-senadora, e atual vereadora em Maceió (AL), Heloísa Helena justificou que o partido optou por uma segunda representação porque o Conselho de Ética não aceita aditamentos nas representações.

A primeira acusa Sarney por ter responsabilidade diretas na indicado do ex-diretor-geral Agaciel Maia para o cargo em 1995, por meio de atos secretos.

No total, há cinco representações contra Sarney no Conselho de Ética, sendo duas do PSOL e três do PSDB , protocoladas nesta última terça-feira.

Abraço dos afogados?

Questionada pelos jornalistas no Congresso sobre a quantidade de pedidos de abertura de processo contra Sarey, a senadora do PSol pergunta aos jornalistas se eles conhecem a história do abraço dos afogados e explica: quando se dispersa muito as representações, às vezes faz-se o chamado popular abraço dos afogados, onde ao representar vários, os vários se juntam e não fazem absolutamente nada.

Leia também:

Leia mais sobre: Sarney

    Leia tudo sobre: psolsarneysenado

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG