PSOL pede que corregedor analise notas de Moreira

O líder do PSOL na Câmara, Ivan Valente (SP), entregou hoje ao novo corregedor, deputado Antonio Carlos Magalhães Neto (DEM-BA), eleito ontem, um pedido para que sejam analisadas todas as notas fiscais referentes aos gastos do deputado Edmar Moreira (DEM-MG), no uso da verba indenizatória, em 2007 e 2008. A maior parte dos gastos de Edmar refere-se a serviço de segurança prestado por empresa especializada.

Agência Estado |

Como o deputado é empresário do ramo de vigilância, o PSOL quer saber se as empresas que prestaram serviço e receberam recursos da verba indenizatória pertencem ao parlamentar, a algum parente ou sócio de Edmar Moreira. Segundo Ivan Valente, se for comprovado o favorecimento a empresas ligadas a Edmar Moreira, o partido pedirá a abertura de um processo de cassação do mandato. Os gastos de Edmar Moreira com verba indenizatória somaram R$ 90,6 mil, em 2007, e R$ 140 mil, em 2008.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG