PSol estuda acionar Ministério Público para investigar corrupção no PMDB

BRASÍLIA - Líderes do PSol no Congresso Nacional pediram nesta terça-feira ao senador Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE) mais informações sobre a denúncia que fez à revista Veja, de que a maioria do PMDB é corrupta.

Carol Pires, Último Segundo/Santafé Idéias |

Com as informações, os parlamentares querem ingressar com uma representação no Ministério Público Federal cobrando investigações sobre o caso. O partido também não descarta a criação de uma CPI para investigar corrupção nos partidos políticos.

Em carta enviada ao senador Jarbas Vasconcelos, os deputados Ivan Valente (SP) e Chico Alencar (RJ) e o senador José Nery (PA) cobraram nomes e fatos que gerem iniciativas aguardadas por toda sociedade, em nome do interesse público. Esta seria uma saudável providência para que os fatos relatados não caiam no esquecimento e possam ser devidamente apurados, diz trecho da carta.

Vasconcelos, porém, não quis citar nomes. Segundo o senador, os interessados em investigar as críticas que fez ao PMDB poderiam começar as investigações a partir da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) ¿ instituição denunciada pelo ministro da Saúde, José Gomes Temporão, também do PMDB, como corrupta.

Os parlamentares do PSol se reuniram com Vasconcelos na tarde desta terça-feira e acordaram a criação de um Fórum Permanente pela Ética Pública. O grupo seria formado por senadores, deputados, entidades públicas e integrantes da sociedade civil e teriam a missão de fiscalizar denúncias de corrupção na política. 

O senador Jarbas disse que o papel dele ainda não se encerrou. Ele nos disse que quis, com a entrevista, evitar a anestesia da política, conformada com a corrupção, relatou Chico Alencar.

    Leia tudo sobre: pmdbpsol

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG