O candidato do PSOL à Prefeitura de São Paulo, Ivan Valente, protocolou na noite deste domingo (27) na 1ª Zona Eleitoral de São Paulo uma representação contra o prefeito de São Paulo e candidato à reeleição, Gilberto Kassab (DEM), para apurar possível uso da máquina pública para tentar influenciar os resultados da última pesquisa eleitoral do Instituto Datafolha, divulgada na sexta-feira (25). É um autoritarismo muito grande, viola qualquer norma de procedimento democrático, afirmou Valente.

Segundo reportagem da edição deste domingo da Folha de S.Paulo, o prefeito de São Paulo teria enviado um e-mail aos subprefeitos supostamente orientando sobre "ações" nos locais onde foram coletados dados para a pesquisa. "Não foi uma acusação em vão, foi textual", disse o candidato do PSOL.

Na representação, o partido pede a instalação de uma investigação judicial para apurar o abuso de poder político pelo candidato do DEM com uso indevido de estrutura pública do município em benefício direto a sua reeleição da pasta. "Solicitamos que seja feita uma investigação rigorosa do que ocorreu e que sejam tomadas as medidas cabíveis como crime eleitoral", destacou Valente.

A assessoria do prefeito da capital paulista informou que Kassab ainda não foi notificado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.