PSDB tenta salvar aliança com Gabeira e DEM no Rio

Sem nome competitivo para disputar o governo do Rio de Janeiro e garantir um palanque forte ao pré-candidato à Presidência José Serra, o PSDB se esforça para salvar a aliança em torno do nome do PV, deputado Fernando Gabeira, que reúne também o PPS e o DEM. O movimento envolverá a direção nacional tucana após o lançamento da candidatura de Serra, no sábado, em Brasília.

Agência Estado |

A festa de Serra é a prioridade absoluta dos tucanos, que não querem, até lá, evidenciar a fragilidade do PSDB no terceiro maior colégio eleitoral do País.

Na semana que vem, o presidente do partido, senador Sérgio Guerra (PE), e o próprio Serra deverão se envolver na busca de uma solução que mantenha a aliança dos quatro partidos. "Meu maior interesse é que não haja nenhum ruído no lançamento da candidatura do Serra", disse Gabeira, ontem.

O ex-prefeito Cesar Maia, pré-candidato do DEM ao Senado, está no centro do impasse. Os verdes dizem que Maia tira votos do candidato ao governo, especialmente na classe média, e não querem o ex-prefeito na chapa de Gabeira. Porém, para o PSDB nacional é fundamental a manutenção da aliança com o DEM, principal aliado na disputa presidencial. Sem o DEM, os tucanos não levarão adiante o apoio a Gabeira.

Em reação ao PV, Cesar Maia passou a defender uma candidatura própria do PSDB, com apoio do DEM. O problema é a falta de um tucano capaz de enfrentar o governador Sérgio Cabral (PMDB), que disputa a reeleição, e o ex-governador Anthony Garotinho, candidato pelo PR. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo .

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG