O líder do PSDB no Senado, Arthur Virgílio (AM), pediu o afastamento do senador José Sarney (PMDB-AP) da presidência da Casa, anunciando, em plenário, a posição da bancada do partido que se reuniu na tarde de hoje. O afastamento seria temporário até a conclusão das investigações de irregularidades na Casa.

A situação de Sarney ficou muito delicada, depois da decisão do DEM e do PSDB favoráveis ao seu afastamento do cargo. O PDT, que ainda hoje deve formalizar posição pelo afastamento, e o PSOL, que já recorreu ao Conselho de Ética contra o peemedebista, mostram Sarney a caminho do isolamento.

Aliados de Sarney se prendem ao apoio manifestado do presidente Luiz Inácio Lula da Silva à permanência dele no cargo. A bancada do PMDB, em reunião de emergência, manifestou apoio ao presidente do Senado. O ex-líder do partido Valdir Raupp (RO) fez, mais cedo no plenário, um apelo aos líderes partidários para que deem 60 dias de prazo a Sarney, revelando a fragilidade do presidente da Casa.

A avaliação é de que Sarney ainda dispõe de uma maioria frágil no Senado. O problema é que ele terá de passar diariamente pelo constrangimento de ter um grupo de cerca de 20 parlamentares pedindo a sua saída no plenário. O senador Renan Calheiros (PMDB-AL) decidiu se afastar da presidência da Casa em 2007 depois que 17 senadores, em uma única sessão, pediram sua renúncia. Apesar de a líder do governo no Congresso, Ideli Salvatti (PT-SC), subir a tribuna para defender Sarney, a bancada do PT está dividida e, qualquer decisão dos petistas, em reunião marcada para hoje, será politicamente desgastante para o partido.

Conforme reportagem do jornal O Estado de S. Paulo , Sarney é um dos parlamentares citados entre os que teriam parentes beneficiados por meio de atos secretos adotados para criação de cargos, nomeações e aumentos salariais. Além disso, o esquema de crédito consignado no Senado, alvo de investigação da Polícia Federal (PF), inclui entre seus operadores José Adriano Cordeiro Sarney, neto do peemedebista.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.