PSDB só terá nome para SP após definir presidenciável

O presidente do PSDB no Estado de São Paulo, deputado federal Antonio Carlos de Mendes Thame, disse hoje que o partido só vai definir o candidato ao governo paulista após escolher quem concorrerá à presidência da República em 2010. No âmbito estadual, disputam a preferência da legenda o ex-governador e secretário estadual de Desenvolvimento, Geraldo Alckmin, e o secretário-chefe da Casa Civil, Aloysio Nunes.

Agência Estado |

Na disputa nacional, estão no páreo o governador paulista, José Serra, e o governador de Minas Gerais, Aécio Neves.

Para a cúpula estadual do PSDB, lançar uma candidatura que não a de Serra ao Palácio dos Bandeirantes em 2010 seria um recado aos apoiadores de Aécio de que o governador paulista não abre mão de disputar a presidência. Mendes Thame falou sobre as eleições de 2010 em bate-papo transmitido ao vivo pela TV Tucana, no portal da legenda (www.tucano.org.br). Foi a primeira transmissão em vídeo do site, que estreou na segunda-feira passada. A fala do presidente estadual do PSDB foi acompanhada por cerca de 600 internautas, estima o secretário-geral do PSDB paulista, Antonio César Gontijo de Abreu. Durante uma hora de bate-papo, foram enviadas 230 perguntas.

Questionado pelos internautas sobre a possível candidatura do ex-ministro da Fazenda Antonio Palocci ao governo de São Paulo pelo PT, Mendes Thame respondeu: "Nossa estratégia não é montada em função dos candidatos de outros partidos." Os participantes do chat quiseram saber ainda sobre a escolha do presidenciável tucano para 2010. Thame respondeu que todo o esforço do partido será para unir São Paulo e Minas Gerais. "Se começarmos com São Paulo e Minas divididos, já começamos perdendo pontos." O deputado disse acreditar em "um grande acordo" entre os dois governadores.

O apresentador do bate-papo, o secretário do PSDB de São Paulo, César Gontijo, ironizou durante a transmissão a falha na estreia hoje do Blog do Planalto. Ao comemorar a transmissão de hoje, a primeira feita pelo portal tucano, Gontijo observou: "Teve transmissão, hoje pela manhã, que não deu certo." Mendes Thame comentou o fato de o blog do Planalto não permitir que os internautas postem comentários sobre o conteúdo do site. Para o presidente estadual do PSDB, o site da administração de Luiz Inácio Lula da Silva nada mais é do que "um porta-voz do governo".

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG