PSDB se reunirá na 3ª feira para avaliar MP dos bancos

A Executiva Nacional do PSDB se reunirá na terça-feira, à tarde, para definir uma posição sobre a Medida Provisória (MP) 443, editada hoje, que permite que Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal comprem bancos em dificuldades, informou na tarde de hoje o deputado Paulo Renato Souza (PSDB-SP). Antes dessa reunião, as bancadas do partido na Câmara farão reuniões, pela manhã, também para discutir a MP 443.

Agência Estado |

Segundo Paulo Renato, a MP 443 "dá margem a suspeitas de corrupção". "Que garantia teremos de que vão pagar o preço justo e que não haverá sobrepreço?", questionou. "Pela MP, não há critério. Pode-se comprar qualquer coisa pelo valor que o Banco do Brasil e a Caixa determinarem."

O parlamentar do PSDB afirmou que o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez "um Proer piorado", referindo-se ao programa de ajuda aos bancos lançado pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. "No caso do Proer, o governo financiava bancos que foram comprar outros", lembrou Renato. "A negociação era no mercado. Agora, o governo vai comprar diretamente o banco. Estão injetando dinheiro público diretamente na veia. O Proer era um programa com início, meio e fim."

O deputado protocolou na tarde de hoje, em nome do partido, na Procuradoria Geral da República (PGR) e no Tribunal de Contas da União (TCU) um requerimento para que todas as operações dos dois bancos oficiais autorizadas pela MP sejam por um procurador e por um fiscal do TCU.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG