PSDB recorre para desarquivar três ações contra Sarney

BRASÍLIA (Reuters) - O PSDB recorreu nesta segunda-feira ao Conselho de Ética do Senado para tentar reverter o arquivamento de três denúncias contra o presidente da instituição, José Sarney (PMDB-AP), apresentadas pelo líder do partido, senador Arthur Virgílio (AM). O recurso será votado pelo plenário do Conselho e se a maioria optar pelo desarquivamento o processo será aberto. Mas dos 15 integrantes do órgão, dez são da base aliada.

Reuters |

As ações foram arquivadas pelo presidente do Conselho, senador Paulo Duque (PMDB-RJ), na última quarta-feira, junto com outra de autoria do PSOL.

Na sexta, o senador engavetou outras sete denúncias. Todas acusam Sarney de falta de decoro parlamentar e podem levar à cassação de seu mandato.

O PSDB alega no recurso que neste início da fase processual não é necessária coleta de provas para a abertura dos processos. Para descartar as denúncias, Paulo Duque argumentou que elas se baseiam em recortes de jornais.

Esta segunda-feira é o último dia para os recursos dos arquivamentos de quarta-feira.

As denúncias feitas por Virgílio se referem a acusações de privilégio ao neto de Sarney; suposto desvio de recursos da Fundação José Sarney e responsabilidade do presidente do Senado sobre esta fundação.

(Reportagem de Fernando Exman)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG