O PSDB divulgou nesta tarde nota oficial em resposta às críticas feitas hoje pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva à manobra executada pelo partido para criar a CPI da Petrobras. Na carta, o PSDB afirma que as declarações do presidente Lula demonstram o tipo de diálogo oferecido: quando tudo não sai como o governo quer, voltam os resquícios autoritários.

"Quem coloca sua própria ética em dúvida inventa pretextos para não ser investigado."

A nota é assinada pelo presidente nacional do PSDB, senador Sérgio Guerra (PE), e Arthur Virgílio (AM), líder no Senado. Na manhã de hoje, Lula classificou o partido de "irresponsável" e disse que não acredita que a criação da CPI seja de interesse dos governadores do PSDB e de candidatos do partido.

Conforme a nota, em relação aos comentários do presidente, o partido considera que irresponsáveis são "as diretorias 'severinas' de furar poço"; irresponsável, segundo o PSDB, é: lotear cargos; a "obsessão de setores não republicanos" e estranhos à Petrobras por espaços na empresa; não fiscalizar a Petrobras; "não aprender" a lição de que, cada vez mais, as grandes organizações empresariais caminham no sentido da máxima transparência; falta de uma regulação adequada; e "como mostra a raiz da recente crise econômica mundial que chegou ao Brasil". "Junto com o Senado, o PSDB que contribuir com essa empresa que é de todos os brasileiros."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.