PSDB reage às críticas de Dilma sobre gabinete da crise

O presidente do PSDB, senador Sérgio Guerra (PE), reagiu às críticas da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, que recusou a proposta dos tucanos de criar um gabinete de crise para enfrentar os problemas econômicos. Em entrevista hoje, ela mostrou-se contrariada com a ideia e disse que essa política de gabinete de crise é de quem não segurou a barra e teve apagão.

Agência Estado |

"Ela está equivocada. Não é propósito do PSDB criar dificuldades para o governo. Mas o fato é que o governo não consegue ter foco no gerenciamento da crise. A própria ministra tem duas grandes tarefas: a de cuidar do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), que é um saco de problemas, e a de cuidar da sua própria campanha", disse o senador.

"Melhor seria um gabinete que tivesse liderança, estratégia e projeto real para desenvolver o enfrentamento da crise. Quando se deu o problema de energia elétrica, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso assumiu a gravidade da situação, não falou em 'marolinha', e reuniu um grupo de pessoas com instrumentos e capacidade de trabalho para encontrar soluções. Agora, o que o governo tem feito é discurso e o acompanhamento publicitário do PAC", concluiu o tucano.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG