PSDB reage a críticas de relator da reforma sobre Serra

O PSDB recebeu com irritação as declarações do relator da reforma tributária, deputado Sandro Mabel (PR-GO) que, em entrevista ao jornal O Estado de S.Paulo , publicada hoje, reclamou do governador de São Paulo, José Serra (PSDB-SP), e o acusou de ter dificultado a aprovação da nova legislação na Câmara.

Agência Estado |

"O deputado não era a pessoa adequada para assumir a tarefa de relator de uma reforma tão importante. Ele recebeu e cedeu às pressões de todos os tipos", rebateu o presidente do PSDB, senador Sérgio Guerra (PE), ao desqualificar Sandro Mabel, que é um empresário destacado em Goiás e proprietário da fábrica de biscoitos que leva seu nome.

"O governo e a base aliada jamais deveriam ter deixado o cargo de relator com ele", afirmou o senador, preferindo não detalhar as concessões feitas por Mabel para atender interesses de vários setores na elaboração de seu parecer. Ao sair em defesa de Serra, um dos mais críticos à reforma proposta por Mabel, Guerra afirmou que a culpa pela não votação da emenda constitucional este ano pelo Congresso deve ser debitada na conta do Palácio do Planalto. "Não houve desejo firme do próprio governo. Se o empenho do presidente Lula fosse real, a reforma já teria sido aprovada antes, no início de seu primeiro mandato, quando enviou a primeira proposta ao Congresso."

O líder do PSDB, deputado José Aníbal (SP), procurou também descredenciar Sandro Mabel. "Infelizmente ao ver naufragar seu parecer, uma verdadeira colcha de retalhos e inconsistente, o relator assume agora a postura de provocador", disse. "Ele está saindo mal da cena."

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG