PSDB quer que governo restitua gastos com prefeitos

O PSDB poderá entrar com uma representação no Tribunal de Contas da União (TCU) pedindo que os responsáveis pelos gastos com a reunião dos prefeitos realizada na semana passada devolvam o dinheiro aos cofres públicos.

Agência Estado |

Reportagem publicada hoje pelo Estado revela que o governo omitiu que terá de desembolsar R$ 1,3 milhão para pagar despesas do encontro. O Palácio do Planalto havia admitido gastos de R$ 253 mil, mas o Ministério das Cidades arcou com a maior parte da fatura.

"Foi uma omissão grave por parte do Planalto não divulgar os gastos milionários do Ministério das Cidades com a marcha dos prefeitos. E continuam mentindo, porque o número deve passar de R$ 10 milhões só em passagens e hospedagens para mais de cinco mil prefeitos e vereadores", afirmou o líder do PSDB, José Aníbal (SP).

"Criaram uma expectativa de que o governo ia oferecer mel e trigo aos prefeitos, mas só ofereceram aumento de endividamento e Dilma (Rousseff, ministra da Casa Civil) no palanque. Isso é só o fio do novelo, e podemos ir ao TCU pedir ressarcimento desses gastos", completou o líder tucano.

Na semana passada, o DEM pediu ao TCU a abertura de auditoria e inspeções para apurar "a legalidade, legitimidade e economicidade das despesas realizadas para custear o Encontro Nacional de Novos Prefeitos e Prefeitas".

    Leia tudo sobre: psdb

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG