A bancada do PSDB no Senado decidiu prorrogar até maio o mandato do senador Arthur Virgílio (AM) na liderança do partido. O senador Álvaro Dias (PR), que disputava o posto com Virgílio, aceitou um acordo para aguardar mais três meses, até a definição do quadro eleitoral no Paraná, onde o senador tem intenção de concorrer ao governo estadual.

"A bancada entende que o Álvaro vem cumprindo muito bem a função de vice-líder e deve assumir a liderança a partir de maio, quando eu vou cuidar da minha campanha à reeleição", afirmou Arthur Virgílio.

O leque de opções do partido para substituir Virgílio na liderança ficou restrito a apenas três nomes. Além de Álvaro, só dois senadores têm mais quatro anos de mandato e, portanto, não disputarão a reeleição: João Tenório, de Alagoas, e Mário Couto, do Pará. A bancada entendeu que, para a escolha do líder neste ano de eleições, o critério é o de não ser candidato, porque o líder ficará encarregado de fazer plantão em Brasília, durante a campanha, e também terá de estar disponível para atender chamados nos Estados.

Apesar do diretório nacional do PSDB ter declarado preferência ao prefeito de Cuiabá, Beto Richa, para disputar o governo do Estado, Álvaro Dias mantém aberta a possibilidade de concorrer à vaga na convenção partidária, que ocorrerá em junho.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.