PSDB pedirá explicações sobre viagem de Lula ao sertão

O PSDB vai pedir à Casa Civil, na próxima semana, informações sobre o custo da viagem do presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao Nordeste para vistoriar obras de transposição do Rio São Francisco. O pedido será encaminhado através de um requerimento.

Agência Estado |


O partido pretende usar as informações obtidas para ingressar no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) contra Lula e a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, que acompanha o presidente na viagem, por uso de recursos públicos em campanha eleitoral antecipada . O documento está sendo elaborado pela liderança do partido na Câmara dos Deputados.

AE
O deputado Ciro Gomes (PSB-CE), o presidente Lula e a ministra Dilma Rousseff

O presidente nacional do PSDB, senador Sérgio Guerra (PSDB-PE), classificou como "escandalosa" e "espalhafatosa" a viagem presidente, que é acompanhado pela ministra Dilma e pelo deputado federal Ciro Gomes (PSB-CE), ambos pré-candidatos à presidência da República. "A presença de Ciro Gomes e de outros mais são apoio descarado à divulgação do nome da candidata do Lula, a ministra Dilma", disse.

Na avaliação do tucano, as obras poderiam ser vistoriadas de helicóptero em uma viagem de pouco mais de duas horas. "O que o governo está fazendo é campanha política deslavada", criticou. "Por que o presidente não foi visitar os projetos de irrigação parados, os assentamentos do Incra a poucos metros do Rio São Francisco que não têm água para beber? Eles foram lá é fazer festa", acusou.

Viagens tucanas

A senadora Ideli Salvatti (PT-SC), líder do governo no Congresso Nacional, defende que o presidente e a ministra Dilma cumprem, ao vistoriar as obras de transposição do São Francisco, "agenda de governo". "Se isto for campanha, o que o José Serra (governador de São Paulo pelo PSDB) e Aécio Neves (governador de Minas Gerais pelo PSDB) fazem? Viajam para fazer campanha ainda por cima em horário de expediente, fora dos Estados deles. O presidente e a ministra estão governando o País e têm obrigação de fiscalizar as obras", disse a senadora.

Segundo a senadora, a oposição "não tem um projeto para o País" e mantém o foco político apenas em "atacar o presidente". "Como a oposição não tem proposta decente, adequada, não tem projeto do que fazer com o País, criticam o trabalho dos outros", disse.

Leia também:

  • Entenda o projeto de transposição do Rio São Francisco
  • São contrários às obras os que não sofrem com falta d'água, diz Lula
  • Falta de luz surpreende Lula e Dilma no São Francisco
  • Disputa eleitoral marca roteiro de Lula no São Francisco
  • População de município desconhece trabalho de revitalização do rio
  • Dilma depõe sobre escândalo do mensalão dia 20
  • PAC executa metade do previsto entre 2007 e 2009


    Leia mais sobre eleições 2010

    • Leia tudo sobre: eleições 2010lulapsdbpt

      Notícias Relacionadas


        Mais destaques

        Destaques da home iG