Uma reunião realizada na tarde de hoje entre as lideranças do PSDB e do PT na Bahia foi concluída com o anúncio do apoio oficial dos tucanos à candidatura do petista Walter Pinheiro à prefeitura da capital baiana. É o primeiro acordo oficial, em Salvador, entre partidos concorrentes no primeiro turno.

Participaram da reunião, além de Pinheiro, o governador Jaques Wagner (PT) e candidato tucano derrotado no primeiro turno, Antonio Imbassahy, entre outros.

O anúncio já era esperado, porque o PSDB faz parte da base de sustentação do governo do Estado. O presidente da Assembléia Legislativa do Estado, o tucano Marcelo Nilo, já havia manifestado seu apoio "político e pessoal" a Pinheiro. "Não foi difícil chegarmos a um acordo amplo dentro do partido", afirma Imbassahy. "As divergências entre os partidos no plano nacional são notórias, mas estamos pensando, agora, no que é melhor para a cidade."

Segundo Pinheiro, o acordo entre os partidos não envolveu promessas de cargos na Prefeitura em caso de vitória da candidatura petista. "Nossa conversa foi unicamente de participação na campanha, de conversas para melhorar ainda mais nossas propostas", afirma. "O apoio amplia nossa capacidade eleitoral e nossa base de diálogo."

DEM

Espera-se que até o fim da semana o Democratas, do candidato derrotado Antonio Carlos Magalhães Neto, anuncie qual candidato vai apoiar - ou se vai deixar a escolha livre. Na cidade, a expectativa gira em torno de um provável apoio do DEM à candidatura do atual prefeito, candidato à reeleição, João Henrique Carneiro (PMDB).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.