PSDB estuda entrar com representação contra Sarney

A bancada do PSDB decidiu endossar as quatro denúncias contra o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), apresentadas pelo líder do partido, Arthur Virgílio (AM), ao Conselho de Ética. Técnicos do partido estão elaborando uma representação contra o peemedebista e o documento pode ser registrado no conselho ainda hoje.

Agência Estado |

As denúncias apresentadas por Virgílio responsabilizam José Sarney pela edição de atos secretos no Senado, alguns dos quais foram usados para contratar pessoas da família do senador, e ainda por suposta participação em um esquema de desvio de dinheiro de patrocínio cultural da Petrobras, recebido pela Fundação José Sarney. A representação do PSDB vai englobar as quatro denúncias.

Pelo regimento, as denúncias contra parlamentares podem ser apresentadas por parlamentar ao Conselho de Ética, pedindo apenas a investigação sobre determinada denúncia. Caberá ao colegiado decidir se as denúncias têm ou não fundamento para serem transformadas em representação. Já as representações, precisam ser endossadas por um partido político, e tem o poder de pedir abertura de processo por quebra de decoro parlamentar, sem investigação prévia. Ao apresentar a representação com o mesmo teor das denúncias de Arthur Virgílio, o PSDB tenta acelerar a possível abertura de processo contra José Sarney e pressionar o peemedebista para se licenciar.

O Psol foi o primeiro partido a registrar representação contra José Sarney no Conselho de Ética responsabilizando-o pela edição dos atos secretos. Na primeira semana de agosto, as bancadas do DEM e do PDT também deverão se reunir para decidir se entrarão ou não com representações contra Sarney.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG