O PSDB entrou nesta quarta-feira no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com uma representação contra o Instituto Sensus que divulgou na quarta-feira pesquisa de intenção de votos para presidente da República.

O partido alega que o Instituto descumpriu o prazo estipulado por lei para divulgação do resultado da pesquisa. A legislação determina que o resultado seja divulgado 5 dias depois da inscrição da pesquisa no TSE. O Sensus inscreveu o levantamento no dia 5, mas alterou dados no dia 9. Portanto, na avaliação do PSDB, a pesquisa só poderia ser divulgada nesta quinta-feira, dia 14.

Serra e Dilma empatados

A pesquisa aponta empate técnico na corrida presidencial entre o tucano José Serra (33%) e a petista Dilma Rousseff (32%). O deputado Ciro Gomes (PSB) aparece com 10,1% e a senadora Marina Silva (PV), com 8,1%. Em relação ao levantamento anterior do mesmo instituto, feito no final de janeiro, Dilma subiu quatro pontos porcentuais e Serra permaneceu estável.

Foram entrevistadas 2 mil pessoas entre 5 e 9 de abril em 136 municípios de 24 Estados.

(*com informações da Agência Estado)

Outras pesquisas:

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.