Setores do PSDB e do DEM estão articulando a reedição da aliança dos dois partidos para disputar a Prefeitura de São Paulo nas eleições de outubro. O cenário para o acordo passaria pela desistência do prefeito Gilberto Kassab (DEM) da candidatura à reeleição.

Incluiria, ainda, a garantia ao DEM de indicar o secretário do Trabalho do Estado, Guilherme Afif Domingos, para vice na chapa do tucano Geraldo Alckmin.

A contrapartida seria a nomeação de Kassab como secretário de Serra e a garantia de que ele concorreria ao Senado em 2010, com o apoio dos dois partidos. Segundo um aliado, Kassab poderia escolher a secretaria que quisesse. As conversas para o acordo começaram há cerca de um mês. Além da resistência inicial de Kassab, os tucanos e integrantes do DEM em São Paulo tiveram de enfrentar a oposição do Diretório Nacional do partido, que deseja ter um candidato forte na cidade.

Aliados consideram que a candidatura Kassab ficou insustentável depois que a aposta no apoio explícito de Serra não se concretizou. Na próxima semana, está prevista uma reunião entre o presidente nacional do DEM, Rodrigo Maia, e José Henrique Lobo, presidente do Diretório Municipal do PSDB, que está coordenando a sucessão local. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.