PSDB deve entrar com representação contra PMDB na próxima terça-feira

BRASÍLIA ¿ O senador Arthur Virgílio (PSDB-AM) afirmou nesta sexta-feira no Congresso que está em negociação com a presidência nacional do partido e com a bancada do Senado para apresentar uma representação contra o líder do PMDB, Renan Calheiros (AL), por quebra de decoro parlamentar, na próxima terça-feira.

Camila Campanerut, repórter em Brasília |

O líder do PSDB no Senado defende que Calheiros o chantageou e tentou intimidar outros parlamentares ao anunciar que protocolaria a representação contra o tucano no Conselho de Ética.

Vou levar isso ao partido na terça-feira. Acredito que eles vão endossar meu pedido porque tenho certeza de que ele (Renan) quebrou o decoro. Ele quer intimidar outros senadores que estão quietinhos, com medo dos pendrives do Agaciel (Maia, ex-diretor-geral do Senado). E eu sempre fui defensor do PSDB, explica Virgílio.

O senador tucano disse que não teme ser cassado pela acusação de que lotava no gabinete dele um funcionário 'fantasma'.  A respeito da possibilidade de ser abandonado pelo partido, caso haja aliança PMDB/PSDB para o pleito de 2010, ele disse que não irá recuar e ameaçou: Não há esse risco. Se houvesse, sairia do PSDB.

Virgílio, inclusive, decidiu devolver os R$ 210 mil pagos ao funcionário fantasma em parcelas mensais e disse estar de olho em quem mais fará o mesmo. 

'Psiquiatria'

O líder do PMDB, Renan Calheiros (AL), reagiu  nesta sexta-feira no mesmo tom adotado pelo tucano Arthur Virgílio Neto. Segundo Calheiros, as declarações do líder do PSDB nos últimos dias deixaram de ser políticas para se tornar psiquiátricas.

Não vou responder ao Arthur Virgílio, mesmo porque é um caso que a cada dia deixa de ser político para ser cada vez mais um caso de psiquiatria, afirmou o peemedebista. Ele acrescentou que, em nenhum momento, tentou ameaçar Virgílio ou o presidente do PSDB, Sérgio Guerra (PE), quando conversou por telefone para tentar demover o partido da idéia de apresentar ao conselho as três representações contra o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP).

(*Com informações da Agência Estado)

Leia também:


Leia mais sobre: Sarney


    Leia tudo sobre: arthur virgíliosenadosenadores

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG