PSDB defende que Polícia Federal investigue ataque a site do PT

O presidente nacional do PSDB, Sérgio Guerra (PE), condenou o ataque virtual de hackers ao site do PT. Ele defendeu que a Polícia Federal investigue o caso.

Adriano Ceolin, iG Brasília |

Tem de haver investigação pela PF. É bom que tudo seja esclarecido para que a eleição comece em ordem, disse Guerra, que é coordenador-geral da campanha de José Serra (PSDB) à Presidência da República.

Guerra afirmou que não podem responsabilizar o PSDB pelo ataque. Se o PT tem essa preocupação, pode ficar tranquilo. É claro que não teve nenhuma orientação nossa para coisas deste tipo, disse.

O coordenador de Dilma Rousseff (PT) nas redes sociais na internet, Marcelo Branco, afirmou que o ataque foi orquestrado por parte dos de apoiadores do tucano.

Reunião paulista

Participantes da reunião realizada nesta terça-feira em São Paulo com o marqueteiro de Serra, Luiz González, reclamaram do local do encontro feito para discutir estratégias de comunicação

A maioria das pessoas era de fora de São Paulo. Na minha opinião, a reunião deveria ter sido feita em Brasília, disse o líder do PSDB no Senado, Arthur Virgílio (AM).

A concentração das decisões de campanha na capital paulista é uma reclamação antiga entre os tucanos. Em 2002, foram feitos dois comitês, mas, na prática, o de São Paulo era o mais importante.

O líder do PSDB, no entanto, garantiu que o ambiente da pré-campanha deste ano está muito bom. É totalmente diferente de 2002 ou 2006. O Serra de 2010 é muito melhor que o de 2002. Não estou fazendo qualquer divergência é só uma sugestão, completou.

Para evitar qualquer polêmica, Sérgio Guerra afirmou ontem que os encontros dos coordenadores de campanha serão, a partir de agora, em Brasília. Vai ser tudo aqui [no Distrito Federal], disse.

Agenda

Guerra afirmou ontem que, a partir de terça-feira, será divulgada uma agenda completa da pré-campanha de Serra. Ele deixou claro que o primeiro evento é a ida do candidato tucano a Belo Horizonte na segunda-feira.

Para o coordenador serrista, as visitas a Salvador (nesta quarta) e a Maceió (quinta) têm caráter informal. Ele está dando uma série de entrevistas nessas rádios. O primeiro evento mesmo é em Belo Horizonte, disse.

Depois de Minas,Guerra adiantou que estão previstas visitas aos seguintes Estados: Goiás, Santa Catarina, Paraíba, Ceará e Paraná.

    Leia tudo sobre: dilma rousseffeleições 2010internetserra

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG