O Partido Social Cristão (PSC) anunciou hoje apoio à candidatura de Gleisi Hoffmann (PT), mulher do ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, à prefeitura de Curitiba. Representa a renovação política no Paraná, disse o presidente estadual da legenda, deputado federal Ratinho Júnior.

O partido vinha sendo bastante assediado em razão do poder de voto do filho do apresentador de televisão Carlos Roberto Massa, o Ratinho. Há dois anos, quando foi eleito deputado federal, ele obteve 205 mil votos, dos quais 52 mil em Curitiba. A coligação deve ser referendada em convenção no domingo.

O deputado era apontado como possível candidato, mas desistiu em razão do pouco tempo de televisão, apenas 32 segundos. "Se tivesse viabilidade de eleição, estrutura e tempo de televisão eu sairia", afirmou. Mas também pesou na decisão telefonemas dados pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao seu pai e a ele próprio. "Ele (Lula) pediu que caminhássemos juntos", disse o deputado. "Somos base do governo Lula e isso acontece naturalmente."

Com mais essa adesão, a chapa encabeçada por Gleisi já conta com os apoios do PSC, PHS, PTC, PRB e PMN. O candidato a vice-prefeito somente será anunciado no domingo. O PSC apresentou o nome do ex-vereador Borges dos Reis como opção. Além de Gleisi Hoffmann, Curitiba deverá ter outros seis candidatos: Beto Richa (PSDB), Carlos Augusto Moreira Júnior (PMDB), Fábio Camargo (PTB), Ricardo Gomyde (PC do B), Bruno Meirinho (PSOL) e Maurício Furtado (PV).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.