Três partidos já anunciaram pedido de exoneração dos cargos que ocupam na administração do Distrito Federal, governado por José Roberto Arruda, do DEM. Depois de o PDT renunciar a três secretarias e o PPS a duas, o PSB divulgou nota abrindo mão do cargo de diretor-presidente da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater/DF), ocupado por Joe Valle.

A decisão foi tomada durante reunião do diretório regional na tarde de hoje.

O PSB afirma ainda que pedirá instauração de processo disciplinar contra o deputado distrital Rogério Ulysses, que pode ser expulso do partido. Ulysses é vice-presidente do partido em Brasília e presidente da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara Legislativa. O parlamentar também é citado no inquérito da Operação Caixa de Pandora, que investiga esquema de arrecadação e distribuição de propina entre parlamentares da base aliada ao governo Arruda.

De acordo com o deputado federal Rodrigo Rollemberg (PSB-DF), Rogério Ulysses participou da reunião de hoje e negou envolvimento no esquema deflagrado pela Operação Caixa de Pandora. "Questionamos ele sobre esta versão porque como a Polícia Federal promove, com autorização do Superior Tribunal de Justiça, uma busca e apreensão na casa dele? Isto é muito grave, e o partido é maior do que uma única pessoa", disse Rollemberg.

Ainda segundo Rodrigo Rollemberg, o PSB irá se "engajar" no processo de afastamento de José Roberto Arruda e do vice-governador, Paulo Octavio (DEM), do governo do Distrito Federal. "Eles não têm mais condições éticas e morais de governar o DF", disse.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.