PSB também abre mão de cargo no governo de Arruda

Três partidos já anunciaram pedido de exoneração dos cargos que ocupam na administração do Distrito Federal, governado por José Roberto Arruda, do DEM. Depois de o PDT renunciar a três secretarias e o PPS a duas, o PSB divulgou nota abrindo mão do cargo de diretor-presidente da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater/DF), ocupado por Joe Valle.

Agência Estado |

A decisão foi tomada durante reunião do diretório regional na tarde de hoje.

O PSB afirma ainda que pedirá instauração de processo disciplinar contra o deputado distrital Rogério Ulysses, que pode ser expulso do partido. Ulysses é vice-presidente do partido em Brasília e presidente da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara Legislativa. O parlamentar também é citado no inquérito da Operação Caixa de Pandora, que investiga esquema de arrecadação e distribuição de propina entre parlamentares da base aliada ao governo Arruda.

De acordo com o deputado federal Rodrigo Rollemberg (PSB-DF), Rogério Ulysses participou da reunião de hoje e negou envolvimento no esquema deflagrado pela Operação Caixa de Pandora. "Questionamos ele sobre esta versão porque como a Polícia Federal promove, com autorização do Superior Tribunal de Justiça, uma busca e apreensão na casa dele? Isto é muito grave, e o partido é maior do que uma única pessoa", disse Rollemberg.

Ainda segundo Rodrigo Rollemberg, o PSB irá se "engajar" no processo de afastamento de José Roberto Arruda e do vice-governador, Paulo Octavio (DEM), do governo do Distrito Federal. "Eles não têm mais condições éticas e morais de governar o DF", disse.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG