BRASÍLIA - O Partido Socialista Brasileiro (PSB) resolveu nesta terça-feira expulsar o deputado distrital Rogério Ulysses. O deputado é citado no inquérito da Operação Caixa de Pandora, deflagrada pela Polícia Federal no fim de novembro. A decisão foi unânime.


O deputado havia apresentado sua defesa no dia 17 de dezembro. A reunião da direção regional do partido, que durou cerca de duas horas, contou com a presença de seis integrantes. O relator do processo, Marcelo Dourado, já tinha indicado a expulsão do parlamentar do DF.

Ao sair da reunião, Ulysses criticou o partido e disse que irá lutar para provar sua inocência. A decisão do partido é covarde e eu vou enfrentar todos os processos até o fim para provar minha inocência, disse. O parlamentar garantiu ainda que não há provas que o liguem diretamente à crise instalada no governo do Distrito Federal.

Essa é a primeira expulsão de parlamentar ocorrida após as denúncias de um suposto esquema de propina que atingiram o governo e deputados da Câmara Legislativa do Distrito Federal.

Leia também:


Leia mais sobre: Escândalo no DF

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.